01 fevereiro 2007

Lembra-te

Tu e eu fomos um embrião respeitado pelos nossos pais.

1 comentário:

Helena disse...

Penso que a questão do aborto, não é tanto uma questão legal, mas sim uma questão moral. Mesmo que a lei venha a ser aprovada, ninguem é obrigado a abortar e, em consciência, cada um de nós pederá continuar a dizer "não". Acredito, que não é por ser legal, que o número de abortos venha a aumentar. Afinal ninguem, católico ou não, pode ser defensor de uma morte tão cruel de um ser indefeso.